17.9.13

Indecisão.

Pus-me de pé agora,
Que coisa linda que vi!
A querela do tempo de outrora
Com o danado do tempo daqui.

Ontem fez grande calor,
A mais alta temperatura
Hoje o dia já nublou,
Deu até pingo de chuva.

E foi bem na madrugada,
Que a mudança aconteceu
O tempo daqui invadindo o de lá,
Indiferente ao desejo meu.

O céu com uma linha no meio
Por todo o lado o mesmo recheio,
Numa metade, o laranja cantava
noutra parte o grisalho dançava.

E foram se entrelaçando de tal forma,
Que a vida parecia uma pintura.
Na tela, o passado e o presente,
Na indecisão de uma vida futura.

Fechei a janela e me ajeitei,
E ao sair, fiquei abismado.
No dia mais quente do ano,
Muito chovia e estava nublado.



Postar um comentário