1.12.14

Versaudade

Tem ventado tão forte
Um cheiro de tuas paredes
Que posso sentir o gosto
Do teu barulho de trovoadas
Saltando nas minhas pupilas
E suplicando, na mudez,
Pelo menos uma fotografia inconsciente
Desse aroma
Que derrama a tua foz
No meu céu sem estrelas.

Minha constelação que deságua.
Sentidos das vísceras,
Sentimentos dos órgãos,
Força primária ideal e personificada.
Tempestade.

Postar um comentário